• Gustavo Heer

Quais as principais doenças associadas à água não potável?



Usada para o consumo, para o banho, e até mesmo para a recreação, a água é um dos elementos mais importantes para a existência de vida na Terra. A água que bebemos hoje é composta pelo famoso H2O associado a diversos íons e sais minerais, como potássio, cálcio, magnésio e sulfato, além de possíveis microorganismos vivos. O equilíbrio entre todos esses componentes é de suma importância para que a água seja considerada potável.

Na ausência de um tratamento hídrico adequado, tal substância fundamental para a vida passa a ser um evidente meio de propagação de muitas doenças. No artigo de hoje, separamos as 5 principais doenças de veiculação hídrica, causadas por agentes biológicos, mais presentes em nosso cotidiano:



E. Coli


A Escherichia coli é uma bactéria inofensiva, encontrada naturalmente no organismo humano. Em condições normais, dificilmente causará algum sintoma ao hospedeiro. Porém, a facilidade de mutação das bactérias pode resultar em algumas variações genéticas nem um pouco compatíveis com a flora intestinal humana, trazendo muitos malefícios para o hospedeiro.

Nesses casos específicos, o aparecimento de dores de cabeça, febre, diarréias agudas, vômitos, calafrios e dores abdominais podem ser sintomas clássicos de uma contaminação por Escherichia coli.

O tratamento dessa doença consiste basicamente em repouso, alimentação balanceada e reposição de líquidos, uma vez que a diarréia pode resultar em uma desidratação grave.


Hepatite A


A Hepatite A é uma infecção viral aguda no fígado, altamente contagiosa. Sua transmissão pode ocorrer de muitas maneiras, sendo a oral-fecal a mais comum entre elas. Isso significa que a ingestão de água e alimentos contaminados por fezes humanas nos quais o vírus foi excretado é crucial para sua veiculação.

A incubação da Hepatite A varia entre duas a quatro semanas, e a doença se inicia com alguns sintomas de febre, náuseas e dores abdominais. Urinas escurecidas também podem ser comuns, e cerca de 70% dos adultos contraídos com a doença podem ficar ictéricos, isto é, sintoma de pele amarelada causada pelo acúmulo de bilirrubina no sangue.

A condição causada pela Hepatite A desaparece por conta própria em alguns meses, e a doença pode ser prevenida tanto por meio de cuidados pessoais, como por meio da vacinação.


Leptospirose


A Leptospirose é uma infecção bacteriana potencialmente grave, transmitida por animais de diferentes espécies. Sua transmissão se dá pelo contato direto com a urina dos animais infectados ou pela exposição à água contaminada pela Leptospira, que penetra no organismo através das mucosas da pele íntegra ou com pequenos ferimentos.

A doença pode ser assintomática, mas é passível de apresentar sintomas, tais como febre alta, mal-estar, dor muscular, de cabeça e no tórax, olhos vermelhos, tosse, cansaço, calafrios, náuseas, diarreia, desidratação, dentre outras condições.


Amebíase


A Amebíase é uma doença causada pelo protozoário Entamoeba histolytica. Sua veiculação ocorre através da ingestão de seus cistos, geralmente presentes em uma água imprópria para o consumo, ou em alimentos contaminados.

Nos estágios iniciais, pode ser assintomática, mas quando avançada, pode fazer com que o doente apresente forte diarréia, abdômen sensível, cólica abdominal, sangue ou muco nas fezes, perda de peso e febre. O tratamento para a amebíase ocorre por meio de medicações que promovem a eliminação dos cistos ingeridos.


Febre tifóide


A febre tifóide é uma doença bacteriana transmitida por meio da ingestão de água ou alimentos contaminados. Por conta disso, essa doença está muito associada com más condições de saneamento.

Caso a bactéria caia na corrente sanguínea do indivíduo, o paciente deverá ser tratado o mais rápido possível, podendo até mesmo causar a morte. Os sintomas iniciais da febre tifóide são: febre alta, mal-estar, perda de apetite, aumento do fígado e do baço e dor no abdômen. Apesar de apresentar sérios riscos à saúde, a febre tifóide pode ser facilmente combatida por medicamentos antibióticos e hidratação.


As 5 doenças apresentadas, assim como todas as outras ameaças à saúde provocadas pela ingestão de água contaminada, podem ser facilmente evitadas com um tratamento hídrico adequado. Dessa forma, evidencia-se a importância do acesso a um saneamento básico para toda a população.


Suspeita que a água de sua residência não é potável? Entre em contato conosco e faça uma análise de água!

#potabilidade #analisedeagua #contaminação



WhatsApp icone