top of page
  • Foto do escritorJames Jardim

A geologia da Islândia: um laboratório natural para estudos geológicos



A Islândia é um país famoso por sua geologia única e complexa. Estar localizado na borda da placa tectônica da América do Norte e da Eurásia resultou em uma grande atividade vulcânica e geológica. A ilha é composta principalmente por rochas vulcânicas, sendo que as mais comuns são basaltos e riolitos. Essas rochas formaram-se a partir de erupções vulcânicas que ocorreram ao longo de milhões de anos, e são frequentemente associadas a atividades tectônicas.

Uma característica distintiva da geologia da Islândia são as falhas e fraturas, que ocorrem em todo o país. As fraturas em rochas são causadas pela pressão tectônica e fornecem evidências da história geológica da ilha. A falha de Almannagjá, localizada no Parque Nacional Thingvellir, é um dos exemplos mais notáveis ​​de falhas na Islândia. Ela é um desfiladeiro que foi formado pela abertura de uma fenda na crosta terrestre e é considerada um local importante para estudos geológicos.

Além dos basaltos e riolitos, a Islândia é conhecida por suas rochas sedimentares, como calcários e arenitos, que foram formadas pela deposição de sedimentos no fundo do oceano e posteriormente foram levantadas durante o processo de formação da ilha. Essas rochas contêm fósseis de animais e plantas, fornecendo uma visão do ambiente que existia na ilha no passado.


Figura 01: Formação rochosa próxima da cidade Djupivogur, na Islândia (fonte: Trip To Follow).


A Islândia também é conhecida por seus minerais, como zeólitas e sulfatos. A presença desses minerais é um indicador de que a água quente e ácida estava presente no ambiente em que as rochas foram formadas. As zeólitas são frequentemente encontradas em áreas vulcânicas, e são utilizadas em aplicações industriais, como na produção de detergente. Os sulfatos, por sua vez, são frequentemente encontrados em áreas geotermais, e são utilizados na produção de fertilizantes.

Continuando a elencar as características geológicas que tornam a Islândia um local tão especial, mais de 11% da ilha é coberta por geleiras. Elas se formam a partir da acumulação de neve e gelo ao longo do tempo, e podem ser tão grandes quanto algumas cidades. Além disso, estão em constante mudança devido à variação das temperaturas e à atividade vulcânica, e sua preservação é importante para a manutenção do equilíbrio ecológico da ilha. Além disso, as geleiras são fontes importantes de água doce, utilizada para abastecer a população e as indústrias da Islândia.


Figura 02: Kirkjufellsfoss, ou Church Mountain, na Islândia (fonte: Trip To Follow).


Em resumo, a geologia da Islândia é resultado da sua localização no centro da dorsal mesoatlântica, o que faz com que a ilha seja afetada por uma intensa atividade tectônica e vulcânica. Isso resultou na formação de uma variedade de rochas vulcânicas e sedimentares, cada uma com sua própria história e características únicas. A Islândia também é lar de uma série de fenômenos geotermais, como gêiseres, fontes termais e fumarolas, que são resultado da atividade vulcânica na região. Com tantas características geológicas únicas em um só lugar, a Islândia se tornou um destino popular para estudantes e pesquisadores de geologia de todo o mundo. O estudo da geologia do país é fundamental para entender a dinâmica da Terra e sua história, e pode fornecer informações valiosas sobre a evolução do nosso planeta.



Referêciais Bibliográficos


Ágústsdóttir, A. M., & Höskuldsson, Á. (2018). Iceland geology. Jokull Journal, 68, 1-24.


Bjornsson, H., & Pálsson, F. (2008). The glaciers of Iceland. Mál og Menning.


Bjerklie, D. M. (1992). Iceland: land of fire and ice. US Department of the Interior, US

AAAAGeological Survey.


Gudmundsson, M. T. (2011). Glaciovolcanism in Iceland. In Glaciovolcanism on Earth and AAAAMars (pp. 83-96). Cambridge University Press.


Jakobsson, S. P. (2008). Volcanism and geothermal activity in Iceland. Geothermal Training AAAAProgramme, Orkustofnun, Reykjavik, Iceland.


Moore, J. M., & White, J. D. (2015). The role of plate tectonics in the formation of Iceland. In AAAATectonics (pp. 1-20). InTech.


Thorarinsson, S. (1974). The eruptions of Heimaey, Vestmannaeyjar; a study of volcanic AAAAactivity in Iceland. Almenna bokafelagid.




Comments


WhatsApp icone
bottom of page